quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Poetizar

Minha querida amiga Claudia Notaro me pediu para colocar meus poemas online e agora que eu descobri que Vanessa Goulart é uma poeta surpreendente, fiquei pensando em arriscar.
Na minha adolescêencia eu cheguei até a escrever um livro que acabei não publicando, mas meus poemas acabaram me fazendo viver um momento curioso que eu vou relatar a seguir.
Por volta dos meus doze ou treze anos me apaixonei perdidamente pela obra do Chico Buarque de Holanda e ouvia louvores a sua capacidade de fazer poemas como se fossem mulheres se expressando. Chico sabia como ninguém desvendar a alma feminina.
Lá pelos quinze ou desseseis anos e do alto de minha prepotência juvenil, decidi escrever poemas como se fosse um rapaz.
Tudo passaria absolutamente despercebido se um conhecido que fazia um fanzine não tivesse lido e resolvido publicar um deles.
Eu adorei, é claro, afinal o mundo poderia apreciar o meu talento e criatividade.
Depois desse evento eu percebi que as lésbicas da minha escola passaram a me tratar de um modo especial, com uma certa deferência, um certo cortejamento.
Achei aquilo divertido e nem me preocupei em desfazer o mal entendido, até que alguns meses depois eu comecei a namorar... um HOMEM.
O grupo que antes me apreciava sobremaneira passou a me destratar, se dirigir à mim de forma rude, como se eu fosse uma traidora, uma enrustida,uma fraude.
Esse episódio me ensinou duas coisas: é uma tremenda estupidez segregar alguém, seja por raça,religião ou sexualidade.A diversidade nos torna fortes,a mesmice nos enfraquece.E nunca podemos nos guiar pelas aparências.
Desde então eu norteio minha vida e minhas escolhas com a máxima liberdade, buscando na essência de cada um aquilo que importa e constrói e a segunda coisa que eu aprendi é que prá chegar aos pés do Chico Buarque, eu tinha muito o que viver e aprender. rsrsrsrsrsrs
De qualquer maneira eu vou publicar o poema e vocês tirem suas próprias conclusões. Só me deêm um desconto, afinal de contas, aos 17 anos ninguém é genial, nem eu.kkkkkkk



Morena,tô louca
Prá beijar tua boca
Tão rouca
Quero sentir seu pelo
Roçar minha pele
Sentir seu cabelo
Sentir-me um herege
E após uma noite
De amor, Morena
Eu quero beijar tua
Boca pequena
E em teus lindos braços
Morena, de amor
Morrer.